11.12.12

Torta de carne moída e batata coberta com molho branco gratinado

Aqui em casa adoramos carne moída.Pra não ficar com a mesma cara de sempre, é bacana dar uma mudada e sem muito trabalho, fazer um prato bem bonito e gostoso.Lembro de ter comido uma torta de batata com carne moída na casa de uma tia muito querida lá no Rio.
Como é super fácil, fiz no olhômetro e deu certinho.Não tem segredo, vocês vão ver.

Ingredientes do refogado:

1/2 kilo de patinho moído
1 colher (sopa) de óleo
1/2 cebola picadinha
3 dentes de alho picadinhos
2 tomates picados em cubos
1 colher de chá de colorau
Pimenta do reino a gosto
Sal a Gosto
Salsinha e cebolinha a gosto
Azeitonas sem caroço a gosto

Refogue tudo numa panela e reserve.

Purê de batatas:

1 kilo de batatas cozidas em panela com àgua e uma pitada de sal;
1 colher de sopa de manteiga;
Leite quanto baste para dar cremosidade ao purê ( sem deixá-lo muito mole).

- Passe as batatas no espremedor, volte ao fogo bem baixinho, acrescente o leite, a manteiga e acerte o sal. Reserve.

Molho Branco ( Minha versão, que os chefs me perdoem o modo como faço..rs)

400 ml de leite
2 colheres de sopa de farinha de trigo
1 colher de sopa de manteiga
noz moscada a gosto
3 colheres de sopa de queijo parmesão
1 ovo inteiro
Pitadinha de sal se achar necessário.

- Bata rapidamente o leite com o trigo no liquidificador só pra misturar o trigo com o leite ( acho mais prático e não empelota!);
- Numa panela em fogo baixo coloque a manteiga deixe derreter e acrescente a mistura do leite com a farinha de trigo , a noz moscada e o parmesão, mexendo bem até ficar um creme bem homogêneo.( nem muito grosso, nem muito ralo).
- Retire do fogo, cubra com um pano ou a própria tampa da panela e deixe amornar. Bata o ovo inteiro e agregue ao creme branco.

Montagem:

- Num refratário médio resistente ao forno, unte com um pouquinho de manteiga ou óleo, disponha metade do purê, acrescente a carne moída refogada e cubra com o restante do purê, acertando cada etapa ( purê, carne, purê) com o dorso de uma colher.
- Por cima disponha o creme branco até cobrir completamente a torta.

Leve em forno pré aquecido a 180° , por aproximadamente 50 minutos ou até ficar bem dourado.( Meu forno é elétrico, note que dependendo do tipo de forno este tempo pode variar pra mais ou menos.)

13.11.12

Berinjela Temperada de Microondas

Alguns dias atrás minha mãe comentou sobre essa receita prática dada por minha prima Tatiane e eu, curiosa que sou, resolvi testar.
Liguei pra minha mãe, que em 1 minuto me explicou e de tão simples nem anotei a receita.
Guardei na cabeça e fiz.
Confesso que pensei: Será que dá certo mesmo? Sempre fiz berinjela ao forno, ficava longos 40 minutos esperando pra degustar a danada.E hoje em 15 minutos pude saborear uma berinjela prática e muito gostosa.Agora preciso avisar à minha prima que a receita dela fez sucesso aqui em casa também.


Ingredientes:

1 berinjela média em tirinhas
1/2 cebola em tirinhas
1/2 pimentão amarelo em tirinhas
1/2 pimentão vermelho em tirinhas
3 colheres de sopa de azeite
10-12 azeitonas verdes picadas sem caroço
Sal e orégano a gosto


* Dica: Segundo minha prima, que avisou minha mãe, não utilizar pimentão verde na receita que não fica bom, segundo ela fica amargo...

Preparo:

Numa tigela de vidro (resistente a microondas) colocar todos os ingredientes bem misturados e programar o micro para 5 minutos por vez ( 15 minutos no total ).Ao término de cada ciclo de 5 minutos dar uma mexidinha com uma colher.
Ao retirar a tigela do micro, utilize uma luva térmica ou pano de prato, pois o refratário fica muito quente e nunca coloque-o diretamente sobre uma superfície fria, pra que não haja choque térmico na sua tigela.
Acertar o sal, orégano e azeite se achar necessário, e colocar um pouquinho de vinagre branco á gosto.
Deixe esfriar e coma com uma saladinha verde ou com pão italiano, tipo bruschetta. Fácil,não?

7.11.12

Torta de banana de preguiçosa

Me espantei com a rapidez desta receita. Se você, como eu,  estava com algumas bananas amadurecendo na sua fruteira e não sabia o que fazer com elas, esta dica vai cair como uma luva.
É o tipo de receita que você pode fazer no dia em que for receber uma visita inesperada, pois ela é batida à mão e é muito prática.

Ingredientes

Numa tigela média, misture até obter uma farofa:

- 5 colheres de sopa de óleo
- 1 xícara de farinha de trigo
- 1/2 xícara de açucar
- 1 colher de sopa de fermento e reserve esta mistura.

Numa tigela pequena, bata a mão com um  fouet :

- 2 ovos inteiros
- 2 colheres de sopa de leite
- 1 colher de sopa de açucar
- 1 pitada de canela em pó e reserve.

Recheio:

- 5 bananas maduras cortadas em rodelas

Montagem:

- Num refratário médio de vidro, disponha metade da farofa;
- Depois disponha as bananas picadas e assente-as com o dorso de uma colher;
- Faça mais uma camada com a  farofa restante;
- Por último cubra tudo com a mistura de ovos, leite, açucar e canela, batidos a mão.

-Leve ao forno pré aquecido a 180°, durante 20-30 minutos ou até que fique com uma crosta bem douradinha por cima.

Fica muito boa!

4.11.12

Bolinhos de arroz assados

Receita simples e já bem conhecida.Mas essa versão fica com a massa levinha e o melhor, 

não é frito e sim assado.

Improvisei aqui em casa, pelo pouco tempo  e assei em forminhas de cupcakes, mas na

próxima vou tentar em forminhas para empadinhas, previamente untadas e enfarinhadas.

Vale a pena experimentar!




Ingredientes


2 xíc (chá) de arroz cozido

1/2 xíc de queijo parmesão ralado


1/2 xíc de farinha de trigo


1/2 xíc de amido de milho (maizena)


2 ovos inteiros


1/2 xíc de leite


1 colher de sopa de fermento em pó


2 colheres de sopa de salsinha picada


Sal a gosto ( lembre que o queijo já tem sal...)


Pitadinha de pimenta do reino (opcional )

Linguiça calabresa picadinha a gosto ( opcional )


Preparo



- Misture tudo numa tigela, unte uma assadeira e disponha colheradas desta massa.

Salpique parmesão ralado por cima dos bolinhos ( opcional). 


Leve ao forno médio , pré-aquecido em 180 graus, até dourarem.( aproximadamente 30

 minutos, dependendo do seu tipo de forno).Sirva quentinho. 


* Eu optei por assá-los em forminhas de cupcakes , mas na receita original diz  pra assar


em assadeira previamente untada/enfarinhada. 


Fonte: Caixinha da Maizena

27.9.12

Biscoitos de polvilho assados (Mineiro)

Conheço este biscoito de polvilho assado desde pequena, quando sentava a beira da mesa da cozinha e ficava olhando minha mãe fazer aquele café fresquinho passado no coador de pano e preparar a massa deste delicioso biscoito pra nós.
Estes dias bateu aquela vontade e fui até a casa dela e após tantos anos, lá estava eu de novo, na mesa da cozinha vendo-a preparar o biscoito sem piscar os olhos e anotando tudo bem certinho pra repetir a receita quantas vezes pudesse aqui em casa, para quem amo.
Que dia gostoso ao lado da minha mãe.Hoje compartilho com vocês esta deliciosa receita de família, que fez e faz parte dos meus cafés da tarde.

Ingredientes:

500 grs de polvilho doce
3/4 xíc de óleo
1 copo de iogurte natural
3 batatas grandes espremidas como purê (acrescentar à massa e bem quente)
1/2 colher (sopa) de sal
1 ovo inteiro
100 grs de queijo parmesão ralado ou meia cura ralado
1 colher de sopa de erva doce ( opcional)

Preparo:

- Numa tigela grande despeje o polvilho, sal e esprema o purê de batatas quente por cima dos ingredientes secos, misturando levemente com um garfo até amornar.

- Acrescente o óleo, o iogurte natural, o ovo e misture mais uma vez com o garfo.Em seguida coloque o queijo ralado e comece a sovar com as mãos até que tudo se agregue e fique uma massa bem lisinha.Neste ponto você pode verificar e acertar, se necessário, o sal a seu gosto.

- Molde os biscoitos primeiro como se fosse um pão de queijo , afine um pouco pra que fique como um rolinho bem gordinho, depois afine um pouco as pontas, quase juntando-as.No final fica parecendo , eu disse parecendo, um bumerangue.Ou molde a seu gosto.O importante é deixá-lo "mais gordinho" pra que fique macio quando esfriar.

-Unte uma assadeira grande só com óleo e disponha os biscoitos com uma pequena distância entre eles pra que cresçam e não grudem um com os outros.Leve ao forno pré aquecido a 180°, e deixe assar por 30-40 minutos, dependendo do forno, ou até que fiquem levemente dourados.Sirva com café preto, fica uma delícia.


16.9.12

Bolo de mel, castanha do pará e passas

Inspirada pelas comemorações próximas de amigos e parentes judeus, resolvi testar uma receitinha de bolo de mel, um dos pratos mais tradicionais de Rosh Hashaná.Modifiquei um pouco a versão comumente utilizada, feita com nozes e acrescentei castanha do pará e uvas passas.Também dispus a massa em forminhas individuais para cupcakes e depois desenformei alguns para tirar a foto e mostrar a textura da massa.
Para quem quiser saber um pouquinho mais sobre esta data, segue um breve texto.
Logo abaixo a receitinha.
Shabat Shalom!


"Segundo o calendário judaico, a partir do anoitecer do dia 16 de setembro de 2012 inicia-se o ano 5773. Para os judeus, é tempo de refletir e se arrepender dos pecados. Ao invés de brindar com champanhe e pular sete ondas, eles preferem se focar na introspecção e na reflexão. O Ano Novo é chamado de Rosh Hashaná, dia em que Deus criou o mundo.

O Rosh Hashaná acontece, geralmente em setembro, pois a contagem dos anos no judaísmo é feita pelo calendário lunar. O ano lunar tem 354 dias, portanto faltam 11 para os 365 contados normalmente. Para ajustar, se convencionou que alguns anos têm um mês a mais no calendário judaico. O primeiro mês do ano é chamado de Tishrei, palavra que remonta ao período de 586 a.C. a 536 a.C., quando Jerusalém foi destruída pelos babilônios e os judeus foram forçadamente exilados para a região mesopotâmia. Ali eles desenvolveram o calendário de 12 meses – que às vezes ganha um mês extra para o ajuste com o calendário tradicional.

Um dos símbolos mais importantes do Rosh Hashaná é o shofar, instrumento feito de chifre de carneiro que é tocado na data e remonta à época em que os judeus eram nômades. Outra característica do shofar é que ele soa como um alarme, que chama à reflexão e à consciência adormecida."

Fonte:http://lproweb.procempa.com.br/pmpa/prefpoa/pwdtcomemorativas/default.php?reg=19&p_secao=17

 

Bolo de Mel, castanha do pará e passas


Ingredientes

¾ xícara de açúcar mascavo
5 colheres de sopa de manteiga sem sal
2/3 xícara de leite
1 xícara de mel
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento em pó
¾ colher de chá de gengibre fresco ou em pó
1 ovo batido
Castanhas do Pará e Uvas Passas a gosto (ou nozes picadas)

Preparo

1. Aqueça o açucar com a manteiga e o mel em fogo lento. Não deixe ferver até o açúcar derreter;
2, Acrescente o leite quente;
3. Despeje esta mistura sobre os ingredientes secos, acrescente as castanhas e uvas passas.
4. Junte o ovo batido e mexe bem com um fouet;
5. Coloque em forminhas para cupcakes e leve ao forno pré aquecido a 180º por exatos 20 minutos.

Rende 24 bolinhos.

 
 

11.9.12

Yakibifum de carne, frango e shimeji

Adoro fazer este prato.Levinho, comidinha saudável pra comer a qualquer hora.
Essa já é a terceira versão que faço e posto aqui no Blog.
Dá pra variar bastante os ingredientes e sempre descobrir um jeito diferente de utilizar esse macarrãozinho de arroz super versátil.
Vamos a receita:

Ingredientes

1 pacote de 200grs de Bifum
300 grs de peito de frango em tirinhas
300 grs de filé mignon ou alcatra em tirinhas
1 cebola média cortada em pedaços médios
2-3 colheres de sopa de óleo de canola ou girassol
300grs de brócolis picados
500 grs de acelga picada
2 cenouras médias cortadas em rodelas finas
200 grs de shimeji
Molho de soja (Shoyu) a gosto

Preparo

- Numa panela tipo Wok antiaderente, coloque o óleo e doure o frango com um pouquinho de molho de soja, em seguida a carne e depois a cebola.
- Acrescente a cenoura em rodelas e deixe refogar até que fique macia, acrescente mais um pouquinho de molho de soja, caso comece a secar muito.
- Acrescente o brócolis, a acelga e por último o shimeji, deixe refogar mais um pouquinho, desligue o fogo e reserve.
- Numa panela grande, prepare o Bifum conforme instruções da embalagem e após cozido, misture ao refogado mexendo delicadamente até que tudo se agregue.Acrescente mais molho de soja a seu gosto.
Fácil, não?

* Este prato rende umas 5 porções.

17.8.12

Salada fria de lentilhas com palmito

Já estava com vontade de fazer esta receita há um bom tempo.Comi esta deliciosa salada fria de lentilhas com palmito, num reveillón na casa da minha sogra.Esta receitinha aprendi com ela.Lembro de tê-la anotado em algum papelzinho, mas não o encontrei.
Fiz a receita pela lembrança dos sabores e pelos ingredientes simples que são usados e deu super certo.
Fica muito refrescante e é uma ótima pedida pra comer em dias mais quentes, com uma saladinha verde bem colorida, acompanhada por um bom peixe assado.

Ingredientes:

250 grs de lentilhas
Suco de 2 limões Tahiti grandes
1 vidro pequeno de palmito cortado de palitinhos de uns 3 cm de comprimento
Azeite a gosto (coloquei aproximadamente 1/2 xícara)
Sal a gosto
Pimenta do reino a gosto
Um punhado generoso de salsinha picadinha

Preparo:

- Cozinhe a lentilha em panela comum com água por 15-20 minutos  ou até que fiquem "al dente".Escorra a àgua, lave-a com àgua fria , deixe escorrer e disponha numa tigela.
- Acrescente o azeite, suco dos limões, sal, pimenta do reino, salsinha e mexa delicadamente até que todos os temperos se agreguem.Acerte o sal se necessário.
- Por último acrescente o palmito cortado em palitinhos e mexa delicadamente.
-Leve à geladeira para ficar bem geladinha antes de servir.

10.8.12

Bolo de Milho fácil, rápido e muito gostoso!

Comi este bolo na casa de uma amiga, pedi a receita e resolvi testá-la aqui em casa.Um bolo prático, sem frescuras, do tipo que eu gosto: põe tudo no liquidificador e pronto.
A textura fica muito boa.Um bolo úmido, perfeito pra degustar com um bom café ou um chá no final de uma tarde gostosa.

Ingredientes:

1 lata de milho verde (sem a  água) - a lata do milho servirá como medida para os itens a seguir:
1 lata de leite
1 lata de milharina
1 lata de açúcar (eu prefiro um bolo menos doce, então coloquei 3/4 da lata)
1/2 lata de óleo
3 ovos
1 colher de sopa de fermento

Preparo:

- Bater todos os ingredientes no liquidificador por aproximadamente 03 minutos, despejar em uma forma untada.
Assar em forno médio (180º) por aproximadamente 40 minutos.
Assim que desenformar o bolo, polvilhe-o com açúcar e canela.




8.8.12

Um site que eu indico: PORTAL AMIGO DO IDOSO

Temos que promover coisas boas e úteis.Estou fazendo a minha parte, faça você também a sua: prestigie, divulgue!

"O Portal Amigo do Idoso é um projeto que surgiu através da experiência vivenciada pelo seu idealizador e familiares, que ao cuidar de sua mãe idosa e bastante enferma deparou com as dificuldades do dia a dia ao propor-lhe uma qualidade de vida a mais digna possível.
Acreditamos que, infelizmente em algum momento de nossas vidas, todos nós passaremos por isso e então perceberemos o quão difícil é lidar com esta situação.

Este é o grande desafio de todos nós, pois de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), por volta de 2025, pela primeira vez na história, teremos mais idosos do que crianças no Planeta.
Com esse olhar para o futuro e a responsabilidade que nos cabe no presente, nos encorajamos para criamos este Portal com o objetivo de dar a nossa pequena contribuição a esta parcela de população tão carente.

A proposta do Portal Amigo do Idoso é compartilhar informações pertinentes às pessoas Idosas nas áreas de Saúde, Bem Estar, Turismo, Lazer e Assuntos Diversos.
Nas áreas de Produtos e Serviços nosso objetivo é associarmos à instituições que contemplam em seus valores a responsabilidade social, tornando-se uma Empresa Amiga do Idoso, onde possam oferecer aos Idosos condiçoes especiais na aquisição de seus produtos e serviços.

MISSÃO
Promover bem-estar aos idosos, proporcionando-lhes melhor qualidade de vida, por meio de parcerias com Instituições que contemplam em seus valores a responsabilidade social.

VISÃO
Ser reconhecida como a maior e melhor instituição do país, por sua prestação de serviços à população idosa.

VALORES
Respeito e solidariedade ao idoso.
Valorização da figura humana.
Primar pela ética nas relações entre clientes e fornecedores."


Para saber mais sobre este lindo projeto acesse o site:

Torta de legumes e verduras com farelo de trigo

Quem gosta de legumes e verduras vai adorar esta torta que considero um curinga no que diz respeito ao não desperdício do que temos em nossa geladeira.Ao invés de você desprezar os talos do espinafre, brócolis, couve e de outras hortaliças por serem muitos duros e fibrosos, nesta torta você aproveita tudinho! Aprendi com minha super mãe!
Nela ainda tem um toque de farelo de trigo que dá uma crocância na casquinha da massa.

Vamos à receita:

Ingredientes:

-2 xícs de talos e folhas de espinafre picadinhos
-2 xícs de talos e folhas de brócolis picadinhos
-2 xícs de talos e folhas de couve picadinhos
-1/2 xíc de salsinha picadinha
-1/2 xíc de cebolinha picadinha
- 1/2 cebola picada
- 1/2 xíc de óleo
- 1 cenoura média ralada
- 3 ovos
- 1 lata de ervilha com a àgua
- 2 xícs de farinha de trigo
- 1 xíc de farelo de trigo
- 1 pacote de 50 grs de queijo ralado
- 1 colher de sopa de fermento em pó
- Sal a gosto

Preparo:

- Numa tigela coloque todos os ingredientes picadinhos primeiro, mexendo um pouco para que se misturem bem.
 - Depois acrescente os ovos, o óleo, o queijo ralado, a farinha de trigo, o farelo de trigo, as ervilhas e o fermento.Mexa delicadamente.
- Unte uma forma retangular média, despeje a mistura, acerte a massa com uma colher e salpique parmesão por cima.(opcional).
- Leve  ao forno para assar a 180° por aproximadamente 45-50 minutos ou até que esteja bem douradinha.Deixe amornar e sirva.

* Dica: A medida de xícara que utilizo são daqueles copos graduados.Se você não o possui tome cuidado com a quantidade de farinha e farelo pois dependendo da xícara que você vai utilizar como medida, a massa pode ficar muito pesada.Note que não utilizo leite na torta mas se for o caso da sua massa ter ficado pesada, você pode acrescentar um pouquinho de leite.

17.7.12

Remédio animal

A convivência com um amigo de quatro patas acalma, facilita a interação, dá confiança e, o melhor, ajuda a superar com sucesso vários problemas de saúde


Foi em abril de 2005 que a paulistana Tatiana Sales descobriu um câncer no colo do útero. Depois de ser opera - da - e de várias sessões de radioterapia -, teve alta em janeiro de 2006, para em março desse mesmo ano receber a notícia de que as células tumorais haviam se espalhado para o intestino, a bexiga e a bacia pélvica. Apesar do prognóstico nada bom e de ser considerada paciente terminal, ela iniciou a quimioterapia, mas foi liberada para voltar para casa, pois nada mais poderia ser feito num ambiente hospitalar.
"Perdi mais de 20 kg e usava máscara hospitalar o tempo todo, pois o meu sistema imunológico beirava o caos, mas não fiquei sem meus gatos nem um minuto. Passamos várias noites deitados no sofá, eu brincava com eles e eram momentos em que eu me esquecia de que estava tão doente, e a dor constante era amenizada", revela Tatiana.


QUEM JÁ PASSOU POR EXPERIÊNCIAS DOLOROSAS DE DOENÇAS OU PERDAS FAMILIARES SABE QUE AOS ANIMAIS, AO CONTRÁRIO DOS SERES HUMANOS, NÃO HÁ NECESSIDADE DE EXPLICAR NADA, SOMENTE DE INTERAGIR


Depois de uma cirurgia longa, em que era tudo ou nada, a saúde voltou aos poucos e hoje ela está curada. "Posso dizer, sem dúvida alguma, que hoje sou uma pessoa muito mais equilibrada e preocupada em ser feliz do que era antes.

Naqueles momentos difíceis, meus gatos ficaram comigo e nem se importaram com o meu mau humor, se eu estava descabelada ou com aparência péssima por conta de quimioterapia. Eles não tiveram por mim aquela piedade que tanto corrói e maltrata um doente, pelo contrário, me presentearam com um amor incondicional", diz Tatiana.

Casos assim são tão comuns na medicina que os animais passaram a ser os visitantes mais esperados em hospitais e asilos. E os dados científicos estão aí para provar que, "no contato com o cão, após 15 a 20 minutos, a pessoa libera vários neurotransmissores e hormônios de bem-estar, como dopamina, endorfina, feniletilamina, prolactina, oxitocina, e inibe o cortisol, hormônio associado ao estresse", explica a psicóloga Silvana Prado, da ONG Organização Brasileira de Interação Homem- Animal Cão Coração (OBIHACC), que promove visitas a asilos de idosos.

"Além disso, o cachorro é um ser vivo no qual projetamos nossos sentimentos, ele nos dá uma experiência multissensorial, assume o papel de facilitador da afetividade, interação, confiança e, acima de tudo, o seu amor incondicional ao homem", conclui.

Amor incondicional


Quem já passou por experiências dolorosas de doenças ou perdas familiares sabe que aos animais, ao contrário dos seres humanos, não há necessidade de explicar nada, somente de interagir.

Às vezes, o melhor remédio é fazer carinho na orelha de um cão ou segurar um gato no colo para ter o conforto perdido. A sensação da professora Leila Piffer é exatamente essa. Com a morte da mãe há oito meses, ela teve depressão e desenvolveu uma crise de ansiedade. "Estou em tratamento desde fevereiro deste ano, afastada do serviço, ingerindo remédios controlados, melhorando e procurando reestruturar minha vida nessa nova fase. Conto com a ajuda de familiares e amigos, mas as minhas gatas, a Pititica e a Branquinha, têm um papel fundamental no meu tratamento e nesse período de recuperação", conta ela.

ELES FAZEM BEM À SAÚDE


Apenas 15 minutos de convivência com um animal melhoram muitos problemas de saúde, segundo a organização internacional Delta Society. Dentre as pesquisas já realizadas sobre o assunto, a instituição ressalta as seguintes:
  • A presença de cachorros em hospitais diminui a pressão sanguínea, controla a ansiedade de cardíacos e ajuda a melhorar as funções do coração e do pulmão em pacientes internados.
    Pacientes com doença de Alzheimer têm menos problemas de comportamento e se alimentam melhor em ambientes com aquário.
  • Um cão na sala de espera de consultórios reduz o estresse das crianças
  • A fisioterapia é mais eficaz quando o profissional tem como assistente um cachorro.

  • Idosos que possuem um animal de estimação em casa visitam o médico com menos freqüência.

  • Taxas de colesterol, triglicérides e pressão arterial são baixas em pessoas que têm bicho em casa.

  • Crianças conseguem passar por uma situação difícil na família, como doenças ou perdas, e ter mais auto-estima se têm a companhia de animais.

  • Em adultos saudáveis, os bichos propiciam a diminuição do estresse diário e da solidão.

  • Menos depressão e estresse foram constatados em portadores do vírus HIV que vivem com animais, além de aumentar a vontade de superar a doença.

6.7.12

Ora pro Nobis - você conhece?

Nunca tinha ouvido falar da hortaliça Ora pro Nobis, até ganhar um maço dessa plantinha tão cheia de propriedades da minha sogra.Recentemente fui a uma palestra do Alex Atala que citou a tal planta.Por isso achei interessante divulgar um pouco mais sobre ela para que se torne conhecida e apreciada.Já tive a oportunidade de experimentar com frango cozido e o resultado é incrível e muito saboroso!



Onde se planta, nasce. Quando cresce, serve de proteção e alimento. Repleta de flores, ainda deixa o ambiente mais bonito. Por meio da hortaliça ora-pro-nóbis (Pereskia aculeata), a natureza oferece múltiplos benefícios ao ser humano, o que seria motivo suficiente para a escolha de seu nome popular. Mas, conta-se que assim foi batizada pelo costume de ser colhida no quintal de uma igreja, para ser preparada para o almoço, quando o padre iniciava a reza final da missa da manhã.

"Rogai por nós" em português, ora-pro-nóbis é uma frase em latim nem sempre facilmente assimilada. Por isso, pode ser comum encontrar derivações dela, sendo por vezes chamada lobrobó ou orabrobó por agricultores de Minas Gerais, onde a planta é muito difundida na culinária local.

Originária do continente americano, encontram-se variedades nativas dessa hortaliça perene, rústica e resistente à seca da Flórida, nos Estados Unidos, à região sudeste do Brasil. De fácil manejo e adaptação a diferentes climas e tipos de solo, produtiva e nutritiva, a ora-pro-nóbis é uma boa alternativa para produtores iniciantes no cultivo de hortaliças.

Ela pertence à família das cactáceas. Na idade adulta, sua estrutura em forma de arbusto torna-se uma excelente cerca viva, tanto para ser usada como quebra-vento quanto como barreira contra predadores. A existência de espinhos pontiagudos nos ramos inibe o avanço de invasores.

Perfumadas, pequenas, brancas com miolo alaranjado e ricas em pólen e néctar, as flores brotam na ora-pro-nóbis de janeiro a abril. De junho a julho, ocorre a produção de frutos em bagas amarelas e redondas. A generosa e bela floração é um ornamento ao ambiente, ideal para decoração natural de propriedades rurais, como chácaras, sítios e fazendas.

 A ora-pro-nóbis também pode ser plantada em quintais e jardins de residências. As folhas são a parte comestível da planta. Secas e moídas, elas são usadas em diferentes receitas, especialmente em sopas, omeletes, tortas e refogados. Muita gente prefere consumir as folhas cruas em saladas, acompanhando o prato principal. Outros as usam como mistura para enriquecer farinha, massas e pães em geral. Galinha caipira com ora-pro-nobis é prato tradicional da culinária mineira. É servido cotidianamente nas cidades históricas do estado, como Diamantina, Tiradentes, São João Del Rey e Sabará, onde anualmente há um festival da hortaliça.

In natura ou misturada na ração, animais também aproveitam os benefícios das folhas da ora-pro-nóbis. Elas estão entre as que possuem maior teor de proteína, com algumas variedades chegando a mais de 25% da matéria seca. Na medicina popular, elas são indicadas para aliviar processos inflamatórios e na recuperação da pele em casos de queimadura.

Fonte: Globo Rural

6.6.12

Você sabe o que é Ghee?




O que é?

Ghi (ghee) ou manteiga clarificada vem sendo utilizada na Índia há milênios de anos tanto na culinária como nos tratamentos medicinais milenares.

O Ayurveda-medicina tradicional indiana - o considera uma Rasayana, ou seja, um alimento que promove longevidade e rejuvenescimento.

Ghi (ghee) é tradicionalmente produzido ao aquecer manteiga fresca, sem sal e sem adição de nenhum produto químico e de boa qualidade até que ela se torne um líquido dourado e translúcido e com perfume característico. Durante esse processo, a lactose coagulada e outros sólidos do leite são removidos, podendo então ser consumido por pessoas que tenham intolerância à lactose.

Após a filtragem das impurezas, transforma-se em um óleo puríssimo. Graças a isso, o Ghi (ghee) suporta temperaturas superiores à da manteiga e de outros óleos sem criar toxinas.

Além de mais nutritivo, realça o sabor e aroma dos alimentos. O Ayurveda recomenda dourar rapidamente os temperos a serem utilizados na refeição no Ghi (ghee), graças a sua propriedade Anupana.

Ghi (ghee) é um tônico fortalecedor e regenerador dos fluídos, aumentando sua mobilidade, exatamente o oposto da manteiga que provoca degeneração, acúmulo e problemas de circulação nas artérias.

Mesmo sendo uma gordura saudável, deve ser consumido com moderação. Como o Ghi (ghee) é mais saboroso que outros óleos, uma pequena quantidade é suficiente.


Benefícios

Digestão
Equilibra a acidez gástrica
Absorção
É considerado o melhor Anupana: distribui e conduz os nutrientes para todos os tecidos do organismo com maior eficácia
Purificação
Estimula o metabolismo. Os alimentos são melhor digeridos e absorvidos, evitando formação de Ama (toxinas oriundas de restos alimentares), além de auxiliar em sua queima
Inteligência
Ao distribuir melhor o alimento, nutre camadas mais refinadas do sistema nervoso, expandindo memória e capacidade de aprender
Fertilidade
Aprimora a absorção dos alimentos pelo tecido reprodutor
Hepático
Alivia e fortalece o fígado
Longevidade
Pelas suas propriedades de nutrição e purificação

Fonte:http://www.ghibrasil.com.br

28.5.12

Coach do Bem Estar

Cozinhar pra mim é um hobbie que faço com o maior prazer.Quer coisa melhor do que ir comprar ingredientes fresquinhos, cozinhar pra quem a gente ama, saborear novidades,ganhar muitos elogios, MANTER-SE EM DIA COM A SAÚDE E EM FORMA?

Outra paixão é fazer cupcakes, que pra mim é um passatempo gostoso e divertido.Muitas amigas me perguntam: como é que vc consegue cozinhar tão bem assim e NÃO ENGORDAR?

Simples: Sou Coach do Bem Estar da Herbalife e tomo a nutrição há um ano e meio e ajudo pessoas a eliminarem peso ou ganharem massa muscular de forma saudável.

Posso dizer com certeza de que mudando 5 hábitos no seu dia-a-dia e se nutrindo de forma correta, SEM CARÊNCIAS NUTRICIONAIS vc não vai ter aquela vontade louca de beliscar besteiras o tempo todo e sua ansiedade diminuirá.
Com isso você eliminará peso de forma saudável, sem sacrifícios,de forma definitiva e ganhará muito mais saúde.

Não precisei abrir mão do que mais gosto de fazer!
Segredo de tudo: mudei meus hábitos!

Se quiser saber mais sobre o programa Magro para Sempre, me contate.
Terei um enorme prazer em atendê-los.
Um abraço!
marleidemg@yahoo.com.br

18.5.12

Conchiglione recheado com Ricota e Espinafre

Ingredientes:

-  1/2 pacote de massa conchiglione ( concha grande)
- 400 g de ricota fresca - 1 maço de espinafre picado e refogado (sem os talos)
- 3 colheres (sopa) de requeijão cremoso
- 3 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
- 2 colheres (sopa) de azeite
- 2 dentes de alho picadinhos
- sal a gosto
- pimenta do reino (opcional)


Para o molho:

- 500 ml de molho pronto tradicional
- 1 punhado de manjericão fresco

Preparo do Molho: Numa panela acrescente o molho e o manjericão e se necessário acrescente um pouco de água e deixe ferver bem.Acerte o sal ao seu gosto e reserve.


Massa: Cozinhe as conchas em panela grande seguindo as instruções do fabricante. Escorra e reserve.
Recheio: Refogue o alho no azeite, acrescente o espinafre picadinho, deixe refogar até que murche um pouco e escorra o excesso de caldo que possivelmente se formará. Enquanto o espinafre é refogado, numa tigela, amasse a ricota com um garfo e acrescente o requeijão e o queijo ralado, misturando bem e junte essa mistura ao espinafre.Mexa delicadamente e acerte o sal.( coloquei uma pitada de pimenta do reino moída na hora, pois adoro!)
Montagem: Disponha um pouco de molho num refratário tipo Marinex ou anti-aderente que vá ao forno e recheie as conchas uma a uma, dispondo-as lado a lado. Cubra com o restante do molho de tomates e salpique parmesão ralado. Leve ao forno pré-aquecido à 180 graus, por uns 10-15 minutos para que aqueça e o queijo gratine.

8.4.12

Bacalhau a moda do Convento

Com a Páscoa chegando é inevitável não pensarmos no bendito bacalhau.Como a-do-ro bacalhau me adiantei em uma semana e pá-pum , preparei este delicioso prato, receita encontrada na Internet e servida num Restaurante aqui de SP chamado Antiquarius.
Na receita original eles servem este prato em tigelinhas, mas aqui em casa fiz num tigelão...rs...quer  dizer num refratário. Aumentei os ingredientes mais ou menos proporcionalmente em relação à receita original e fui ver como ficava.E não é que ficou bom!
Vamos à receita que ficou assim:


Tempo de preparo: aprox. 40 minutos

Ingredientes
 1k de bacalhau desfiado e pré-cozido no leite
100 g de cebola picada
100 g de cenoura ralada
20 g de manteiga
1 lata de creme de leite fresco light
3 colheres de sopa  de farinha de trigo (para engrossar)
50 g de parmesão ralado (para gratinar)
Noz-moscada a gosto
Sal a gosto

Modo de preparo

- Coloque em uma panela o bacalhau dessalgado, desfiado pré-cozido no leite (usei 750 ml, aproximadamente para cozinhá-lo por uns 20 minutos em fogo baixo).
- Reserve o leite do cozimento.
 - Acrescente a cebola, a cenoura, a manteiga e o creme de leite. Deixe ferver bem em fogo baixo. Junte a farinha de trigo e o leite usado no pré-cozimento do bacalhau e mexa bem.
-  Tempere com noz-moscada e sal. Por fim, em uma tigela, espalhe a mistura e salpique com o parmesão ralado. Leve ao forno para gratinar por alguns minutos e sirva.

Fonte:http://pat.feldman.com.br/2009/10/14/tigelinha-de-bacalhau-a-moda-do-convento/

2.3.12

Molho de Alcaparras

Quando é dia de peixe aqui em casa, difícil não fazer este super molho.Vai bem com filés de tilápia, gosto muito do Saint Peter, filés de truta ou um bom peixe assado.
Super fácil e muito saboroso!

Ingredientes

- 2 colheres ( sopa) de alcaparras em conserva
- 1 colher (sopa) de salsinha fresca picadinha
- 4 colheres (sopa de azeite)
- pitadinha de sal
- Suco de um limão pequeno
- 2 colheres de àgua
- pitadinha de pimenta do reino moída na hora (adoro!)

Preparo: Bata as alcaparras no processador e num pequeno bowl, misture todos os ingredientes.Sirva numa molheira e voilá, agora é só se deliciar!

28.1.12

Filés de frango ao Curry

No intervalo do canal Bem Simples, aparece uma receita de frango ao curry que há dias estava pensando em fazer.Sem a receita na mão, procurei no site e também não encontrei, o jeito foi arriscar.Bem rápida e prática, faz daquele frango nosso de cada dia ter um toque especial de sabor.Receita aprovadíssima aqui em casa.

Ingredientes

500 grs de filés de peito de frango (pode ser aquele tipo sassami)

 2 dentes de alho em lâminas
10 grs de gengibre em lâminas
1 colher rasa (de sopa) de curry
4 colheres (de sopa) de azeite
sal á gosto
1 pitada de pimenta do reino

Preparo

Leve ao fogo baixo, todos os ingredientes exceto o frango e deixe refogar por uns 2 minutinhos.
Num refrátário de vidro, disponha os filés de frango ainda crus e regue com o refogado de curry.Deixe marinar por uns 15 minutos.
Coloque uma frigideira antiaderente no fogo, deixe aquecer e disponha os filés, virando-os dos dois lados até que dourem( descarte as lâminas do gengibre e alho, ou seja não leve-os para fritar, servem só para dar sabor).Sirva com salada ou conforme a sugestão do Bem Simples, com arroz integral temperadinho com azeite, coentro moído e gergelim.

Pimentão Vermelho Assado com um toque de azeite e alho


Adoro saladas.Principalmente aquelas bem coloridas e com um quê a mais.Sempre que faço salada aqui em casa procuro fazer uma combinação de um mix 3 tipos de folhas e muitos legumes crus, salteados, cozidos, grelhados.
Hoje fiz um bom acompanhamento pra sua salada ficar ainda mais gostosa: Pimentões Vermelhos Assados, de preferência, orgânicos, pois ele está numa lista entre os mais contaminados pelos agrotóxicos!
Receita fácil!
Ingredientes:
3 pimentões vermelhos orgânicos
1 dente de alho bem picadinho
2 colheres (sopa) de azeite
1 pitadinha de sal
Preparo:
Em forno pré aquecido a 180°, disponha os pimentões lavados e enxutos numa fôrma.( pode ser tipo marinex, antiaderente...).Asse durante uns 30 minutos.
Retire do forno, deixe-os esfriar e retire todas as peles e sementes.
Corte-os em fatias médias no sentido do comprimento e depois ao meio.
Numa frigideira, coloque o azeite , o alho e a pitadinha de sal e deixe dourar um pouco.(1-2 minutos, em fogo baixo).
Acrescente os pimentões, dê uma leve refogada e desligue o fogo.
Sirva com salada, fica muito bom.Normalmente conservo este refogado num potinho de vidro, na geladeira.

20.1.12

Torta Delicious de Maçã



Hoje dando uma passeada em um dos meus sites favoritos, o Chocolatria, da "queridiva" Simone, me deparei com uma deliciosa torta de banana.Olhei pra minha fruteira não tinha banana mas, lá estavam 5 inocentes maçãs, esperando para serem devoradas.



Receitinha na mão, fui à luta. Queria uma massa de torta assim, sem frescura, sem dificuldade.Pronto, tinha encontrado a tal receita!



Fiz uma pequena modificação na quantidade da farinha da massa, trocando um pouco da farinha de trigo por amido de milho.

Ficou delicious, delicious!

Ai Simone, essa musiquinha chiclete não sai da minha cabeça! ( Um pulinho aqui e vcs vão entender).


Ingredientes para massa


1 e 1/2 xicara de farinha de trigo + 1/4 de amido de milho

3 colheres (sopa) de açúcar refinado

150 g de manteiga cortada em cubinhos

-Sove todos os ingredientes até obter uma massa lisa e homogênea. Se a massa estiver um pouco grudenta, adicione um pouco de farinha. Forre uma assadeira de quiche de cerca de 25 cms de diâmetro, ou uma de fundo removível de metal ( 28cm ) fure com um garfo e leve para assar em forno pré-aquecido a 180°C por cerca de 20-25 minutos ou até que esteja dourada. Deixe esfriar.Reserve.

Recheio


5 maçãs Red, Gala ou Maçãs Verdes em cubinhos

100 grs de uva passa clara

100 grs de uva passa escura

4-5 colheres de sopa de açucar mascavo

Canela á gosto

Suco de 1 limão tahiti

1 xíc de àgua


-Leve tudo em fogo alto, até ferver, abaixe o fogo e deixe cozinhar até que as maçãs fiquem macias.Reserve.


Creme de baunilha


250 ml de leite

1 gema

3 colheres de sopa de leite condensado

2 colheres rasas (sopa) de amido de milho

1 colher (chá) essência de baunilha


-Leve tudo ao fogo baixo, mexendo sempre até engrossar e formar um creme homogêneo e lisinho.Reserve.


Montagem


Com a massa já assada, disponha o creme de baunilha sobre a mesma, espalhando-o com uma espátula e depois coloque o recheio de maçãs sobre o creme com cuidado.


E aí é só se deliciar.Se quiser comer mais quentinha, pré aqueça o forno a 180° C e deixe uns 10 minutinhos por lá, antes de servir.É uma boa opção pra comer com uma bola de sorvete de baunilha.

5.1.12

Pavetone

Fiz esta sobremesa para o Natal lá na casa da minha mãe.Ela é bem rápida de montar e o visual fica bem bacana.

Nesta receita não usei nenhum tipo de calda , mas na próxima vou testar e usar uma lata de pêssego em calda pra que fique ainda mais molhadinho.

Ingredientes

1 panetone Bauducco de 750 grs ou Chocottone

1 pote de sorvete de creme (não muito congelado)

1 caixinha de 200grs de creme de leite

200 grs de chocolate ao leite

Nozes Pecan á gosto para enfeitar

Damasco à gosto para enfeitar ou você pode utilizar 1 lata de pêssego em calda, utilizando a calda para molhar o panetone e enfeitar a superfície com os pêssegos em fatias.


Montagem

Num refratário tipo Marinex grande, forre com metade do panettone esfarelado e cubra com metade do sorvete de creme.( O sorvete tem que estar um pouco mole para umedecer o panettone).Se você utilizar calda, regue o panettone antes de cobrir com uma camada do sorvete.Reserve.

Ganache de chocolate:

Enquanto isso, leve o chocolate ao leite num refratário ao microondas em potência média por 1 minuto e repita a operação até o chocolate derreter por completo.Acrescente o creme de leite e mexa vigorosamente com uma espátula.

Volte ao refrário, despeje metade da ganache aleatoriamente.Coloque o restante do panetone esfarelado, a calda ( se você estiver utilizando) o sorvete de creme e alise com o dorso de uma colher.Despeje a outra metade da ganache aleatoriamente, decorando ao seu gosto.Se você optou pelo pêssego, corte-o em fatias e disponha por cima ou enfeite com o damasco e as nozes pecan( conforme a foto). Leve ao freezer por 2 horas ou até que fique firme.Retire-o da geladeira uns 20 minutos antes de servir.